Voltar ao índice

 

Capítulo 26 – Representações Cartográficas

 

Mapa : o que é?, para que serve?, como se criam?, quais existem?

Escala

Tipos de mapa

Sinais convencionais

 

 

Mapa

 

     Mapas são representações, à escala reduzida, normalmente sobre papel, das características da superfície da terra ou parte dela. Servem para orientar, para resolução de problemas administrativos ou de construção, para registo de propriedade do solo e para estudar a distribuição geográfica de qualquer fenómeno. A sua criação exige uma medição prática e uma investigação da superfície terrestre, assim como a utilização de símbolos e signos convencionais para a representação, sobre papel e uma escala menor, dos dados recolhidos. Existem mapas vulgares que representam, a terra inteira, um continente ou país e os mapas topográficos que representam colinas, rios, cidade e comunicações da área representada. Os mapas especiais tem uma unidade concreta e apresentam a rede de estradas, a geologia ou vegetação de uma zona. Os mapas marítimos guiam o navegante e os mapas do tempo representam o desenvolvimento diário dos factores do clima.

 

 

Mapa vulgar de Portugal

 

 

Mapa Marítimo ou Náutico do Golfo de Valência – Ibiza, Espanha

 

 

Mapa marítimo antigo da ilha de Atlântida

 

Mapa do tempo da região América do Sul

em 1 de Abril de 2005

 

Escala

 

     Depois de recolhida a informação, confecciona-se o mapa que exige uma escala para redução, já que o mapa não pode representar toda a zona estudada. Depois reconhece-se o terreno e faz-se o desenho pormenorizado segundo a informação.

     A Escala é o quociente entre a distância medida sobre o mapa e a correspondente distância real no terreno entre dois pontos determinados. Ex.: 1/1.000.000:  1 cm no mapa representa 1.000.000 cm ou seja 10 Km na realidade entre os dois pontos.

 

Mapa com escala de uma marina em Espanha

 

Tipos de mapa

 

     Mapas topográficos

 

     Representam exacta e pormenorizadamente os aspectos visíveis do território (mapas de grande escala), o relevo.

 

 

Mapa Topográfico de uma zona de Espanha

 

 

     Mapas geográficos ou corográficos

 

     São realizados a pequena escala que reflectem informação geral de unidades territoriais de maior amplitude. Os mapas gerais que representam grandes regiões, continentes ou o conjunto do planeta são chamados mapas geográficos.

 

 

     Mapas temáticos

 

     Representam sobre uma base de referência um ou vários aspectos isolados que utilizam para isso, símbolos qualitativos e quantitativos.

 

 

Mapa especial ou temático, sobre o tipo de vegetação existente no Brasil

 

     Mapas planimétricos

 

     Mostram a superfície sobre um único plano como se não existissem diferentes níveis, não reflectem o relevo, a pendente ou altura sobre o nível médio das águas do mar.

 

 

Mapa Planimétrico das regiões ou províncias de Espanha

 

Sinais convencionais

 

     São as legendas que facilitam a consulta e permitem interpretar todos os signos convencionais que o mapa utiliza. Os signos devem ser imagens eficazes para interpretar um mapa e devem ser simples  evocativos e estarem colocados com rigor.

 

     Planimétricos

 

     Representam fenómenos naturais (excepto o relevo) e fenómenos resultantes da ocupação humana, visíveis ou não no terreno, como exemplo, as fronteiras administrativas.

 

     Altimétricos

 

     Representam o relevo em particular. Ex.: representação de rios, estradas, caminhos de ferro, etc..

 

Voltar ao índice